BLOG

Porque levantámos um menir no monte do Freixo do Meio?

Por ocasião do Encontro do Outono e da Bolota, decorrido no dia 14 de Novembro de 2021, juntámos os nossos esforços e energia para instalar um menir no Montado do Freixo do Meio.

Por ocasião do Encontro do Outono e da Bolota, decorrido no dia 14 de Novembro de 2021, no Montado do Freixo do Meio, com a supervisão do amigo Manuel Calado, arqueólogo e especialista em megalitismo, e a participação entusiástica dos nossos amigos Paco Casero, da Fundación Savia, de membros da nossa comunidade CSA – Partilhar as Colheitas, membros da Cooperativa de Usuários do Freixo do Meio e outros tantos amigos, juntámos os nossos esforços e energia para instalar um menir no Montado do Freixo do Meio. Aqui podem sentir um pouco da energia desse momento.

Retomando o título deste post …

Porque levantámos um menir no monte do Freixo do Meio?

Porque queremos, de novo, responsabilizarmo-nos colectivamente pela gestão dos ecossistemas de que dependemos.

Os menires, no Alentejo, são os primeiros grandes monumentos feitos por grandes grupos dos nossos antepassados. Eles representam os primeiros sinais de posse do território. Respeitando o percurso feito até aos nossos dias, queremos fazer parte de uma outra historia construída por uma atitude que não ponha em risco a nossa maior riqueza, a estabilidade climática. Tentamos, dia a dia, uma forma de actuar que respeite as nossas necessidades mas que as torne compatíveis com o funcionamento regular do sistema natural.

Acreditamos que temos, hoje, a tecnologia e a motivação para o fazer e é isso que queremos celebrar levantando uma pedra como há 8000 anos atrás. Porque a cooperação não é só o que nos trouxe até aqui, como acreditamos que é o caminho.

Bem hajam por se juntarem a nós!

Cooperativa de Usuarios do Freixo do Meio

14 de Novembro 2021

Alfredo Sendim

PARTILHE
Facebook
Twitter
LinkedIn